Cerest
Araraquara

Educação e Vigilância em Saúde do Trabalhador

Dentro do Plano de Ações do CEREST, o qual é baseado nas diretrizes do Plano Estadual de Saúde do Trabalhador e na Política Nacional de Saúde do Trabalhador, uma de suas ações é a Educação Permanente em Saúde do Trabalhador, a qual busca qualificar os profissionais da saúde que estão vinculados ao CEREST, aos Grupos de Vigilância Sanitária e Epidemiológica, na Atenção Primária, Urgência/Emergência e nas instâncias de Controle Social do SUS.

A qualificação desse contingente de profissionais representa um dos maiores desafios para a consolidação do campo da saúde do trabalhador no âmbito do SUS e pensando em uma estratégia para a efetivação desta ação o CEREST Regional Araraquara busca oferecer capacitações voltadas a atender as demandas dos vários segmentos que atuam com a questão da saúde do trabalhador.

Relatórios

Boletim Especial 28...

04 de Maio de 2018

Dados de Araraquara/SP

Acidente com materi...

25 de Novembro de 2013

Acidente com material biológico

Relatório de visit...

04 de Novembro de 2013

Estratégias de Promoção do Envelhecimento Ativo através do Trabalho

Cobertura

Abrange 24 municípios da Divisão Regional de Saúde – DRS III, sendo estes:

Araraquara, Américo Brasiliense, Santa Lucia, Rincão, Motuca, Matão, Dobrada, Santa Ernestina, Taquaritinga, Candido Rodrigues, Itápolis, Borborema, Ibitinga, Tabatinga, Nova Europa, Gavião Peixoto, Boa Esperança do Sul, Ibaté, São Carlos, Descalvado, Porto Ferreira, Ribeirão Bonito, Trabiju, Dourado.

Histórico

O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – CEREST, criado através da lei Municipal 5.811 (29/04/2002), regulamentado como CRST Regional pela Portaria 1.679/02, tem como sede o Município de Araraquara e atua como referência, retaguarda técnica para o SUS – Sistema Único de Saúde, tendo seu funcionamento na implementação de projetos de intervenção, pela inclusão das ações de saúde do trabalhador na atenção primária, por meio da definição de protocolos, estabelecimento de linhas de cuidado e outros instrumentos que favoreçam a integralidade do atendimento nos serviços de saúde, assim como, a articulação com os demais componentes da vigilância em saúde.

Atendimento

Instância de apoio matricial para o desenvolvimento de ações na área de saúde do trabalhador, organizado e estruturado para o Acolhimento e Atendimento da população trabalhadora, estimada em 946.735 pessoas, segundo dados do IBGE de 2010.

  • Ministério Público do Trabalho
  • Centro de Vigilância de Saúde – CVS
  • Vigilâncias Epidemiológicas Municipais